Tel: 016 39415110 | E-mail: grupar-rp@hotmail.com

Estaremos de volta em breve

Estamos trabalhando para trazer um melhor conteúdo


dias

horas

minutos

segundos

Receba novidades via e-mail

Sign up e seja o primeiro a receber novidades:

Copyright © Grupo de Pacientes Reumáticos de Ribeirão Preto e Região | Powered by Blogger
Distributed By Free Blogger Templates | Design by AZMIND | Blogger Theme by NewBloggerThemes.com

domingo, 30 de junho de 2013

06/06/2013 20h46 - Atualizado em 06/06/2013 20h46
TCU aponta que governo de MT comprou remédios com sobrepreço
Medicamentos custaram até 4 vezes o valor de mercado entre 2003 e 2010.
Secretaria de Saúde alega utilizar tabelas com preços mínimos de mercado.

O Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que a Secretaria de estado de Saúde (SES) comprou medicamentos com sobrepreços para os pacientes da rede pública de saúde em Mato Grosso entre 2003 e 2010. Alguns remédios, segundo o relatório do TCU, teriam sido adquiridos por valores até quatro vezes acima das cifras praticadas no mercado.
A constatação fez com que, no fim do ano passado, o TCU notificasse o estado recomendando que se orientasse por uma tabela de preços mínimos oferecida pelo Ministério da Saúde, o Banco de Preços em saúde. Dentre os medicamentos estão alguns utilizados por pacientes com infecção graves, psoríase, artrite, reumatismo e outros.
De acordo com o secretário de controle externo do TCU em Mato Grosso, José Ricardo Tavares Louzada, as variações encontradas entre os preços do mercado e os valores contratados pelo governo revelam variações entre 300 e 400%. Ele criticou o gasto a mais de verba pública; o raciocínio é de que, se uma pessoa consegue preços mais baixos comprando remédios individualmente na farmácia, o estado conseguiria valores ainda mais vantajosos adquirindo o produto em lotes. 
saiba mais
O estado também precisa isentar os medicamentos adquiridos para pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o que poderia resultar numa economia de 17%.
Além do problema de sobrepreço, o TCU, com apoio de um representante do Ministério Público que já chegou a Cuiabá, investiga a utilização de verba do Ministério da Saúde em Mato Grosso para aquisição dos remédios de alto custo cujos prazos de validade venceram dentro da farmácia do governo.
A SES informou, por meio da assessoria de imprensa, que está seguindo as orientações do TCU quanto à tabela de consulta de preços de medicamentos. Segundo o órgão estadual, têm sido utilizadas duas listas de preços, uma do Ministério da Saúde (com valores mínimos) e uma com valores “de fábrica”.

Nenhum comentário:

Medicamentos Biológicos, agora Planos de Saúde Paga!

O GRUPAR-RP - Grupo de Apoio ao Paciente Reumático de Ribeirão Preto é uma entidade sem fins lucrativos, fundada por pessoas portadoras dos mais diversos tipos de doenças reumáticas e apoiada por médicos reumatologistas da cidade e das faculdades de medicina de Ribeirão Preto.

O Grupar-RP tem por núcleo o Grupo EncontrAR e juntos realizam o Projeto Blogueiros da Saúde.

Qualquer publicação neste blog, trará no rodape do post a fonte, com Link para o artigo ou reportagem original.

Total de visualizações de página


Nosso sempre presidente Sr José Marcos e a queridíssima enfermeira Dirce

Popular no Blog

Expediente

Expediente

Blogroll

Labels

About

Link List

Blogger templates

Blogger news

Banner

Banner

Banner

Banner

Banner

Voce conhece alguém com alguma doença Reumática.

Banner

Grupo de Apoio ao Paciente Reumático de Ribeirão Preto e Região. Tecnologia do Blogger.

Newsletter Sign up

Seguidores